(41) 99201 2700 (41) 3027 7200 sergiocorreia2700@me.com

Selamento dentinário: conheça esta técnica

Método utilizado no consultório proporciona maior força de adesão e previne a sensibilidade pós-operatória nas restaurações, melhorando o resultado final

O sucesso clínico das restaurações depende de inúmeros fatores, mas o processo de realização do procedimento está no topo da lista e engloba o uso de um material adequado, de técnicas específicas até a finalização com a cimentação. Entre as técnicas podemos destacar o selamento dentinário: poucos profissionais realizam, mas ela é de extrema importância para a qualidade no resultado final, independentemente dos objetivos do paciente.

No processo de preparação para a restauração de um dente, parte da dentina fica exposta, tornando-se vulnerável para as infiltrações de bactérias, as irritações e as sensibilidades pós-operatórias. É como se o procedimento por si só criasse um acesso livre à polpa do dente, que necessita de proteção. 

“O selamento dentinário imediato previne a entrada de bactérias e aumenta em 400% a força de adesão no momento da cimentação, proporcionando melhores resultados do procedimento”, reforça o dentista e especialista Sergio Correia, que aplica a técnica em seu consultório.

Como funciona o selamento dentinário?

O selamento dentinário é realizado por meio de um agente de união, um sistema adesivo que é imediatamente aplicado na dentina recém-cortada, isto é, após o preparo dental e antes da moldagem para a confecção de restaurações. Essa aplicação protege a dentina do contato com bactérias e reforça a resistência de união para a cimentação. 

O procedimento cria uma espécie de camada intermediária entre a dentina e a restauração, o que dá mais segurança e durabilidade ao processo. “Uma dentina comprometida reduz a adesão e prejudica o resultado final do procedimento. Por isso, a realização do selamento dentinário imediato é fundamental para liberar o estresse do sistema adesivo”, salienta o profissional.

Em relação ao tipo de sistema adesivo a ser aplicado, um dentista capacitado poderá apontar os melhores produtos, marcas e métodos — lembrando que, na Clínica Sergio Correia, há uma preocupação com a escolha dos parceiros mais confiáveis. A dica para o paciente é: sempre converse com seu dentista e só realize procedimentos quando sentir segurança e confiança que só um profissional capacitado e com conhecimento pode transmitir.

Esse processo é utilizado com frequência nas restaurações indiretas, Inlay e Onlay. As restaurações estão entre os procedimentos mais buscados nos consultórios odontológicos de Curitiba, seja para devolver a harmonia do sorriso, as funções mastigatórias ou simplesmente estética ao paciente.

Gostaria de realizar um procedimento de restauração com um profissional capacitado e que entende do assunto? Agende um horário na Clínica Sergio Correia e saiba mais sobre o selamento dentinário.

Informações do Autor

Dr. Sergio Correia

Formado em Odontologia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná em 1997. Professor do Curso de Resolução Cirúrgica de Dentes Inclusos ABO-PR. Especialista em Dentística Restauradora ABO-PR (Latu Sensu). Especialista em Periodontia ABO-PG (Latu Sensu). Credenciado Sistema Neoguide de Implantes. Pós Graduado em Implantes Ilapeo/PR. Membro da Sociedade Brasileira de Odontologia Estética (SBOE). Membro International Federation of Esthetics Dentistry (IFED).