(41) 99201 2700 (41) 3027 7200 sergiocorreia2700@me.com

O inverno pode causar sensibilidade nos dentes

Não são apenas as doenças respiratórias que costumam afetar o corpo em períodos frios, como os vividos nos dias típicos de inverno da Região Sul, onde Curitiba está localizada

O inverno costuma estar associado às doenças respiratórias, como a sinusite e a rinite. No entanto, todo o corpo é afetado pelas mudanças de temperatura, inclusive os dentes. Por esse motivo, é importante que você fique atento às sensações vividas ao longo do inverno, sobretudo para quem está em regiões mais geladas, caso de Curitiba, pois o frio pode contribuir para gerar a sensibilidade nos dentes.  

Em geral, os nossos dentes estão a uma temperatura de 37 graus – seguindo a média do corpo. Quando a temperatura baixa mais de 10 graus desse valor, é possível que algumas pessoas comecem a sentir problemas com a sensibilidade nos dentes. Mas não é só isso, visto que a sinusite, por exemplo, pode ser confundida com dor de dente.

Veja algumas dicas para evitar problemas no frio:

– Proteja o seu rosto

Cachecol, touca, jaquetas… Assim como o resto do corpo, quanto mais protegido o seu rosto estiver, menores serão os problemas para os dentes ao longo do inverno. Por isso, o mesmo cuidado tomado para o corpo deve ser planejado também para o rosto.

– Cuide com os dias de variação muito ampla

Em muitas cidades, há amplitude térmica. Em outras palavras, amanhece-se muito gelado e, ao longo do dia, a temperatura sobe, reduzindo-se gradualmente quando escurece. Quando essa variação for muito ampla, o paciente deve prestar atenção aos sinais dados pelo corpo.

– Comidas muito quentes

Chás, fondues, sopas fazem parte da dieta das pessoas no frio. Sensibilidade nos dentes ocorre tanto com alimentos frios quanto com os quentes. Se ingerir esse tipo de comida te incomoda, é o momento de procurar o dentista. Em geral, três motivos costumam causar esse incômodo aos pacientes: o desgaste nos esmaltes; problemas nas gengivas; e o ato de ranger os dentes, sendo facilmente resolvidos em consultório.

– Sinusite e dor de dente

Quem sofre com sinusite, a inflamação dos seios da face, tende a confundir esses sintomas com dor de dente. O motivo? Em situações mais graves, a infecção pode chegar à base dos dentes pré-molares, o que faz com que o sentimento seja de dor de dente, embora a boca não seja afetada.

– Boca seca

Quando a sinusite, a gripe ou a rinite ataca, é comum que a respiração deixe de ser feita pelo nariz e ocorra pela boca, fazendo com que ela fique mais seca. A secura faz com que muitos problemas avancem de forma mais rápida, caso da placa bacteriana, das cáries e até mesmo do mau hálito.   

– Procure o seu dentista

Prevenção é a palavra de ordem no caso da saúde bucal. Se o inverno está se aproximando, fazer um check-up com o dentista é a melhor maneira de prevenir os incômodos, visto que, na visita de rotina, pode-se detectar problemas, como a sensibilidade nos dentes.

Você está em busca de um dentista em Curitiba? Quer garantir que esse inverno passe tranquilo, sem o mal-estar causado pelo frio? Entre em contato com a Clínica Sergio Correia.

Informações do Autor

Dr. Sergio Correia

Formado em Odontologia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná em 1997. Professor do Curso de Resolução Cirúrgica de Dentes Inclusos ABO-PR. Especialista em Dentística Restauradora ABO-PR (Latu Sensu). Especialista em Periodontia ABO-PG (Latu Sensu). Credenciado Sistema Neoguide de Implantes. Pós Graduado em Implantes Ilapeo/PR. Membro da Sociedade Brasileira de Odontologia Estética (SBOE). Membro International Federation of Esthetics Dentistry (IFED).