(41) 99201 2700 (41) 3027 7200 sergiocorreia2700@me.com
medo-do-dentista

Medo do dentista: a cura pode estar mais perto do que você imagina

Quase 10% da população mundial tem medo de dentista: entenda o porquê

Você sabia que o simples pensar em ir ao dentista causa fobia em quase 10 % da população mundial? Você sabia que a fobia é um temor, uma inquietação angustiosa frente a um risco imaginário? No tempo de Tiradentes, o medo era justificável, mas hoje a situação é outra, uma vez que a ciência e a tecnologia evoluíram muito.

Você sabia que, quanto maior o medo do dentista, maior a incidência de cáries, placas de tártaro, patologias gengivais, perda de dentes e abscessos de forma nitidamente superior à média?

Já foi confirmada a seguinte progressão linear: quanto maior o medo do dentista, maior a tendência a adiar a consulta, com evidentes consequências para a saúde bucal, segundo uma pesquisa norueguesa publicada na revista Community Dentistry and Oral Epidemiology.

Você sabia que a fobia de ir ao dentista pode ser tratada?

A Terapia Cognitiva Comportamental ajuda as pessoas a desenvolverem estratégias para superar a “fobia de dentista”. Isso ocorre a partir de algumas questões:

– O conhecimento de que há uma diferença entre fobia e uma ansiedade “normal” a partir da presença da “evitação” (quando as pessoas fogem de marcar a consulta ou marcam e desmarcam repetidas vezes);

– Da esquiva para escapar do mal-estar do estímulo fóbico (a pessoa chega a ir até à porta do consultório, mas vai embora)

– Da acentuada ansiedade de antecipação, uma vez que, só de pensar em ir ao dentista as pessoas entram em intenso sofrimento.

O medo do tratamento odontológico é irracional e é percebido pelo próprio indivíduo como exagerado e desproporcional, mas que, quando diante da situação temida, não consegue deixar de sentir.

A Psicologia Cognitiva Comportamental propõe a hipótese de que nossas emoções e comportamentos são influenciados pela maneira de como percebemos e interpretamos os acontecimentos

Através das técnicas da Terapia Cognitiva-comportamental (TCC), as crenças não verdadeiras e os raciocínios distorcidos em relação ao tratamento odontológico e ao “medo de dentista” podem ser modificados pelo acesso a pensamentos mais lógicos e realistas, desenvolvendo-se novas crenças, facilitando a mudança psicológica e comportamental.

Outras técnicas da TCC propiciam aprendizagens determinantes para superar o medo. Aprende-se, por exemplo, a suportar a dor e perceber que nem todo procedimento odontológico causa dor e os que causam, como a picada da agulha da anestesia, são suportáveis e nem tão dolorosas como se imagina.

E, finalmente, leva ao entendimento que a odontologia é a área da saúde que preserva e restaura o movimento mais lindo do ser humano: a harmonia do sorriso.

Psicóloga Lucia Helena Toscano de Oliveira (CRP 08/07322-6)

Rua Capitão Souza Franco, 848, Conj 131 – (41) 99983-3669

Interessado em ser atendido com um dentista em Curitiba? Agende um horário na Clínica Sergio Correia.

Informações do Autor

Dr. Sergio Correia

Formado em Odontologia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná em 1997. Professor do Curso de Resolução Cirúrgica de Dentes Inclusos ABO-PR. Especialista em Dentística Restauradora ABO-PR (Latu Sensu). Especialista em Periodontia ABO-PG (Latu Sensu). Credenciado Sistema Neoguide de Implantes. Pós Graduado em Implantes Ilapeo/PR. Membro da Sociedade Brasileira de Odontologia Estética (SBOE). Membro International Federation of Esthetics Dentistry (IFED).