(41) 99201 2700 (41) 3027 7200 sergiocorreia2700@me.com

Existe dieta para clareamento dental?

Ao contrário do que se imaginava, novos estudos mostram que é possível realizar o clareamento dental sem mudar a alimentação do dia a dia, especialmente o desejado cafezinho

Durante muitos anos se falou em dieta para clareamento dental, com cuidados específicos e a restrição de alimentos pigmentados ou com corantes, alterando os hábitos de vida dos pacientes por um período. Algumas pessoas, para não deixar o cafezinho diário de lado ou rejeitar o vinho do final de semana, desistiram de realizar o procedimento, mesmo com o sonho, vontade ou necessidade. A boa notícia é que não é preciso abdicar de nada ao realizar o clareamento dental.

Estudos indicam que cafés, chás e outros alimentos considerados “vilões” podem ser consumidos na dieta para clareamento dental, sem afetar o resultado. A avaliação foi realizada entre pacientes que não consumiram nada de café e outros que bochecharam a bebida quatro vezes ao dia por 30 segundos, mas posteriormente higienizaram seus dentes.

O resultado? Um clareamento dental igual ou semelhante entre todos os participantes, sem prejudicar os que fizeram uso da cafeína.   

Mitos e verdades

Muitos mitos giram em torno da Odontologia Estética, especialmente em relação aos procedimentos, consequências e resultados. Mês passado, falamos sobre o clareamento dental a laser, considerado ineficaz por estudos, tendo em vista que o laser não tem potência para branquear os dentes — mas, sim, ser um potencial causador de lesões devido ao aquecimento. Mesmo assim, o procedimento é vendido pelo mundo como o queridinho dos famosos.

Por esse motivo, é sempre muito importante conversar com o profissional, tirar dúvidas e esclarecer todo o processo do procedimento. Afinal, hoje em dia é muito fácil disseminar notícias sobre qualquer assunto na internet como uma verdade. E não podemos esquecer que estamos vivendo um momento no qual a disseminação de notícias falsas se tornou mais simples, sobretudo pelo meio digital.

Sem excessos

Como tudo nessa vida, evite os excessos. Seja no consumo de café, chás, alimentos com muito corante ou qualquer outro. Muitas das restrições acontecem devido ao consumo exagerado de alimentos e bebidas. Não precisa fazer uma dieta para clareamento dental, pois consumindo com moderação e realizando a higienização bucal adequada posteriormente à ingestão, nada precisa ser eliminado dos hábitos do cotidiano.

“Os estudos e pesquisas ajudam, e muito, a desmistificar e a comprovar teorias, principalmente na odontologia. Sempre cheque as informações com o seu dentista. Ele é a pessoa em quem você deve confiar”, esclarece Sergio Correia, dentista em Curitiba com mais de 20 anos de experiência e consultório no bairro Batel.

Existe dieta para clareamento dental? Venha conversar com o dr Sergio Correia, tire suas dúvidas e agende o seu procedimento com quem entende.

Informações do Autor

Dr. Sergio Correia

Formado em Odontologia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná em 1997. Professor do Curso de Resolução Cirúrgica de Dentes Inclusos ABO-PR. Especialista em Dentística Restauradora ABO-PR (Latu Sensu). Especialista em Periodontia ABO-PG (Latu Sensu). Credenciado Sistema Neoguide de Implantes. Pós Graduado em Implantes Ilapeo/PR. Membro da Sociedade Brasileira de Odontologia Estética (SBOE). Membro International Federation of Esthetics Dentistry (IFED).