(41) 99201 2700 (41) 3027 7200 sergiocorreia2700@me.com
dentista-em-curitiba

Dentista em Curitiba: o estresse e a perda de dentes

Pessoas estressadas têm mais probabilidade para as doenças periodontais, dizem estudos; o dentista em Curitiba Sergio Correia explica sobre o assunto

Você sabia que a correria do dia a dia e o estresse podem causar sérios problemas periodontais, chegando até a perda de dentes?  Essa afirmação foi feita por um estudo da Unicamp, de São Paulo, e aconteceu recentemente com a atriz Demi Moore, que perdeu dois dentes da frente e atribuiu a culpa ao estresse. Por isso, ficar atento aos hábitos do cotidiano pode ser importante para a saúde bucal.

O estudo analisou dois tipos de impacto do estresse no organismo: o impacto biológico e o comportamental. No âmbito biológico, o estresse apontou o aumento dos níveis hormonais, como o cortisol, crescendo a probabilidade de inflamações, que podem levar às doenças periodontais.

“Não quer dizer que se estou estressado, perderei os dentes. Na verdade, o estresse pode desencadear inúmeras coisas, como baixar a imunidade, aumentar as chances de inflamações e, aí sim, resultar em uma doença periodontal ou a perda do dente”, explica Sergio Correia, dentista em Curitiba há 20 anos.  

Estudo do comportamento

Já na parte comportamental, o estudo mostra que pessoas com estresse tendem a se preocupar menos com a higiene e com a alimentação, deixando a boca mais suscetível às bactérias. “Pessoas fragilizadas deixam a higiene bucal de lado, abrindo portas para as doenças periodontais”, afirma Correia. O mesmo vale para o consumo de mais açúcares, tabaco e álcool.

Outra influência do estresse está no sono, que quando muito agitado pode causar o bruxismo, isto é, o ranger dos dentes. “O bruxismo afeta cerca de 20% da população brasileira e, normalmente, está associado ao estresse. Essa pressão do ranger pode abalar os dentes, desgastando, causando sensibilidade e, até mesmo, a perda do dente”, diz o profissional, que trata as doenças periodontais em seu consultório no Batel.

Para evitar esses problemas, a mesma regra de sempre: caprichar na higienização completa, visitar o dentista regularmente e evitar os hábitos que possam prejudicar a saúde bucal e a perda de dentes. E, claro, tentar diminuir o estresse!

Informações do Autor

Dr. Sergio Correia

Formado em Odontologia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná em 1997. Professor do Curso de Resolução Cirúrgica de Dentes Inclusos ABO-PR. Especialista em Dentística Restauradora ABO-PR (Latu Sensu). Especialista em Periodontia ABO-PG (Latu Sensu). Credenciado Sistema Neoguide de Implantes. Pós Graduado em Implantes Ilapeo/PR. Membro da Sociedade Brasileira de Odontologia Estética (SBOE). Membro International Federation of Esthetics Dentistry (IFED).