(41) 99201 2700 (41) 3027 7200 sergiocorreia2700@me.com
clareamento-gengival

Clareamento gengival: saiba como funciona

Gengivas escuras ou manchadas podem ser tratadas com o procedimento de clareamento gengival, considerado simples e de excelente resultado estético

Um sorriso bonito, alinhado, com a coloração clara é encantador. Hoje em dia, com os inúmeros tratamentos e avanços tecnológicos, é possível tratar imperfeições para deixar o sorriso e a harmonização facial da maneira sempre sonhada. Além dos dentes, a gengiva pode incomodar muitas pessoas, seja no seu tamanho ou na coloração. Para corrigir a aparência das gengivas, tratamentos como a gengivoplastia e o clareamento gengival são recomendados.

Já falamos outras vezes sobre a gengivoplastia, tratamento que altera o tamanho da gengiva, seja aumentando ou diminuindo, e hoje vamos falar sobre como tratar gengivas escuras ou manchadas. O clareamento gengival, também conhecido como peeling gengival ou melanoplastia, atua na remoção dos pigmentos escuros, devolvendo a coloração rosada tradicional.

Por que a gengiva escurece?

A pigmentação castanha é mais comum em pessoas negras e orientais, mas pode aparecer em qualquer um. “A quantidade de células que produzem a melanina é maior em determinadas raças, por isso a frequência de ocorrência nessas pessoas”, explica o dentista Sergio Correia.

Outro fator que escurece a gengiva é o fumo, quando constante e a longo prazo. Existe também a mancha proveniente das restaurações de amálgamas.

Como funciona o clareamento gengival em Curitiba?

A cirurgia é simples: realiza-se uma raspagem, a remoção da camada superficial da gengiva, retirando as células pigmentadas. O procedimento é suave, utilizando anestesia local e tem duração aproximada de 1 hora, dependendo sempre do grau das manchas e da condição específica do paciente.

“Realizamos previamente uma análise da coloração, para identificarmos o grau do problema e a melhor forma de tratá-lo”, explica o profissional.

A formação de um novo tecido ocorre em aproximadamente 72 horas e em cerca de uma semana a gengiva está próxima da normalidade, mais clara e rosada. O pós-operatório também é tranquilo e, normalmente, indolor, e em até duas semanas o paciente não sente mais sensibilidade.

“Cuidados básicos são recomendados, como não fumar, ter atenção à dieta (evitar alimentos condimentados, ácidos, gordurosos), utilizar escovas de dente macias e enxaguante bucal, conforme a orientação”, diz Correia, dentista que realiza o procedimento em Curitiba.

A duração do tratamento é indeterminada, pois depende da produção de melanina de cada corpo, podendo ser definitiva ou refeita a cada 2 ou 3 anos.

Sente-se incomodado com a aparência da sua gengiva? Procura por tratamentos de clareamento gengival ou gengivoplastia? Entre em contato e agende uma consulta.

Informações do Autor

Dr. Sergio Correia

Formado em Odontologia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná em 1997. Professor do Curso de Resolução Cirúrgica de Dentes Inclusos ABO-PR. Especialista em Dentística Restauradora ABO-PR (Latu Sensu). Especialista em Periodontia ABO-PG (Latu Sensu). Credenciado Sistema Neoguide de Implantes. Pós Graduado em Implantes Ilapeo/PR. Membro da Sociedade Brasileira de Odontologia Estética (SBOE). Membro International Federation of Esthetics Dentistry (IFED).