(41) 99201 2700 (41) 3027 7200 sergiocorreia2700@me.com
clareamento-dental-curitiba

Clareamento dental: conheça as técnicas

Muito procurado na Odontologia Estética, o clareamento dental pode ser realizado por qualquer paciente interessado em melhorar a estética dental. Afinal, com o passar do tempo, é muito comum que os dentes fiquem mais amarelados ou manchados, devido a hábitos diários e ao consumo em excesso de bebidas e alimentos muito pigmentados (veja alguns dos alimentos que podem prejudicar os seus dentes).

Existem diversas técnicas de clareamento, entre as principais e mais utilizadas estão a aplicação em consultório, a domiciliar ou uma junção das duas práticas. Apesar de ser considerado simples, o procedimento exige o acompanhamento de um especialista para avaliar e estabelecer a técnica, a concentração do gel clareador e o tempo de tratamento recomendado.

As técnicas de clareamento dental

No clareamento ambulatorial, realizado no consultório, são aplicados géis clareadores de última geração, sem a necessidade de uso de luz (a maioria das pesquisas aponta não haver benefício ou resultados comprovados com o uso da técnica).

Para esse procedimento, é recomendado, pelo menos, de duas a três visitas ao consultório, dependendo da cor dos dentes do paciente. Estudos advertem que, dependendo da fonte de luz e do tempo de exposição, pode haver aumento da temperatura pulpar, acarretando em irritação e hipersensibilidade dental.

O especialista em Estética e Periodontia Sergio Correia alerta que, para determinadas manchas, o procedimento não é recomendado. “Fazemos uma avaliação detalhada prévia, junto de exame fotográfico, para congregar a necessidade e a expectativa do paciente”, explica.

clareamento domiciliar consiste no uso de um molde pré-fabricado aliado a um gel clareador. Nesse caso, o paciente usa a moldeira por determinado período, orientado pelo profissional.

Já a terceira técnica envolve a aplicação do gel clareador em consultório e a continuidade do tratamento em casa, também com o tempo determinado pelo profissional. Esse método é indicado para quem não tem muita disponibilidade para visitar o dentista periodicamente, mas não dispensa a supervisão do profissional durante o tratamento — o que é o ideal. Essa técnica combina maior velocidade inicial com resultados evidentes e duradouros.

Cuidados básicos

“Independentemente da técnica, é importante que o paciente tenha sempre os cuidados básicos de higiene e evite alguns hábitos comuns, como fumar”, esclarece Correia.

O clareamento dental tem seus resultados em poucas semanas, e a durabilidade aproximada é de 2 a 3 anos, dependendo dos hábitos do paciente. A sensibilidade é um dos poucos efeitos colaterais, mas o uso de produtos adequados minimiza os incômodos. “Trabalhamos com as melhores marcas de géis clareadores disponíveis no mercado, pensando no resultado do procedimento e no bem-estar e na autoestima do paciente”, diz o especialista.

Riscos do tratamento caseiro

É fundamental consultar um profissional antes de iniciar um tratamento de clareamento dentário, já que o procedimento só pode ser feito com a orientação de um dentista. Por determinação da Anvisa, a venda de produtos clareadores não pode ser feita a pacientes sem receita.

“Nem todos os pacientes têm indicação para o clareamento dental, pois, em alguns casos, o dente não vai atingir um bom resultado apenas com a técnicas. Às vezes, as facetas de porcelana são mais indicadas. Além disso, a presença de cáries, problemas gengivais, restaurações extensas e tártaro também contraindicam o procedimento”, explica Correia.

“O uso não recomendado pode trazer malefícios aos pacientes, especialmente a inflamação ou o sangramento nas gengivas e até mesmo manchas em toda a arcada dentária”, diz o dentista, que é membro da Sociedade Brasileira de Odontologia Estética.

Esses riscos são reduzidos ao se consultar com um profissional, que vai indicar a técnica mais adequada, a concentração e o tipo de gel clareador e o tempo de tratamento. “Buscamos usar as técnicas mais avançadas de clareamento dental em Curitiba, conforme as características de cada pessoa, sempre com o propósito de oferecer conforto e segurança no tratamento”, ressalta o profissional.

A aplicação de moldes adequados — feitos individualmente para cada paciente — é imprescindível, pois evita que os géis sejam ingeridos, o que pode resultar em queimação ou outros tipos de problemas gastrointestinais.

Existe dieta para clareamento dental?

Estudos indicam que cafés, chás e outros alimentos considerados “vilões” podem ser consumidos na dieta para clareamento dental, sem afetar o resultado. A avaliação foi realizada entre pacientes que não consumiram nada de café e outros que bochecharam a bebida quatro vezes ao dia por 30 segundos, mas posteriormente higienizaram seus dentes. O resultado? Um clareamento dental igual ou semelhante entre todos os participantes, sem prejudicar os que fizeram uso da cafeína.   

Mitos e verdades

Muitos mitos giram em torno da Odontologia Estética, especialmente em relação aos procedimentos, consequências e resultados. Já falamos aqui no blog sobre o clareamento dental a laser, considerado ineficaz por estudos, tendo em vista que o laser não tem potência para branquear os dentes — mas, sim, ser um potencial causador de lesões devido ao aquecimento. Mesmo assim, o procedimento é vendido pelo mundo como o queridinho dos famosos.

Por esse motivo, é sempre muito importante conversar com o profissional, tirar dúvidas e esclarecer todo o processo do procedimento. Afinal, hoje em dia é muito fácil disseminar notícias sobre qualquer assunto na internet como uma verdade. E não podemos esquecer que estamos vivendo um momento no qual a disseminação de notícias falsas se tornou mais simples, sobretudo pelo meio digital.

Como tudo nessa vida, evite os excessos. Seja no consumo de café, chás, alimentos com muito corante ou qualquer outro. Muitas das restrições acontecem devido ao consumo exagerado de alimentos e bebidas. Não precisa fazer uma dieta para clareamento dental, pois consumindo com moderação e realizando a higienização bucal adequada posteriormente à ingestão, nada precisa ser eliminado dos hábitos do cotidiano.

“Os estudos e pesquisas ajudam, e muito, a desmistificar e a comprovar teorias, principalmente na odontologia. Sempre cheque as informações com o seu dentista. Ele é a pessoa em quem você deve confiar”, esclarece Sergio, que conta com mais de 20 anos de experiência.

Facetas de porcelana e clareamento dental juntos?

As facetas de porcelana em Curitiba têm procura muito alta, principalmente por pessoas que buscam melhorar a aparência dos dentes e aumentar a autoestima, afinal, elas melhoram a forma, a cor e o reposicionamento dos dentes, oferecendo melhor estética e conforto aos pacientes.

O primeiro passo para aqueles que desejam iniciar o tratamento com as facetas de porcelana é agendar uma consulta. No atendimento, é feita avaliação completa para diagnosticar qual o grau das manchas nos dentes, sendo possível a indicação de um clareamento dental antes para, posteriormente, realizar o procedimento das facetas de porcelana.

“Esses tratamentos, em conjunto, potencializam os resultados e trazem mais satisfação ao paciente, além de serem minimamente invasivos, o que significa que geram o mínimo de incômodo”, afirma Correia.

Técnicas unidas

O dentista explica a importância de pensar na combinação de tratamentos para alcançar resultados perfeitos. “Realizar o clareamento dental antes de aplicar as facetas de porcelana permite que a coloração dos dentes fique mais uniforme e mais próxima dos que irão receber as facetas”, explica.

Tanto as facetas quanto o clareamento dental fazem parte dos procedimentos da Odontologia Estética, uma das especialidades da Clínica Sergio Correia, localizada no bairro Batel.

Ficou interessado em saber mais sobre o clareamento dental em Curitiba? Quer ter um sorriso mais branco e mais bonito? Agende uma consulta e venha ver qual o procedimento indicado para o seu caso.

Informações do Autor

Dr. Sergio Correia

Formado em Odontologia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná em 1997. Professor do Curso de Resolução Cirúrgica de Dentes Inclusos ABO-PR. Especialista em Dentística Restauradora ABO-PR (Latu Sensu). Especialista em Periodontia ABO-PG (Latu Sensu). Credenciado Sistema Neoguide de Implantes. Pós Graduado em Implantes Ilapeo/PR. Membro da Sociedade Brasileira de Odontologia Estética (SBOE). Membro International Federation of Esthetics Dentistry (IFED).