(41) 99201 2700 (41) 3027 7200 sergiocorreia2700@me.com
carvao-ativado

Carvão ativado funciona para clarear os dentes?

Material vem sendo usado por famosos e blogueiras, com a promessa de deixar os dentes brancos e sem manchas. Será que ele é seguro?

Quem não quer dentes brancos, sem manchas ou amarelados? E, se como em um passe de mágica, ele pudesse aparecer na sua boca, de forma rápida e indolor? Melhor ainda, não? Essa é a promessa para quem utiliza o carvão ativado para clarear os dentes. O atual queridinho entre as blogueiras e celebridades, o carvão realmente branqueia, mas será que ele faz bem para a saúde dos dentes?

O carvão ativado tem um poder alto de absorção, por isso ele dá aquela impressão de limpeza e sensação de dentes limpos, que muita gente procura. Os dentes realmente ficam mais brancos, principalmente devido à abrasividade do carvão, que ajuda a eliminar a placa bacteriana.

Porém, ao eliminar a sujeira, ele prejudica o esmalte dentário simultaneamente. “Justamente por ser muito abrasivo, o carvão faz com que o esmalte dos dentes perca nutrientes e se fragilize, podendo se desmineralizar”, afirma Sergio Correia, dentista em Curitiba que tem algumas celebridades em seu currículo, como a apresentadora Kelly Pedrita e a ex-MasterChef Crisleine.

Mais prejuízos que benefícios

Além de fragilizar o esmalte dos dentes, com a perda de nutrientes e minerais e causando sensibilidade, entre outros sintomas, o carvão ativado provoca sensibilidade e pode até causar infecções. “Não existe uma comprovação médica ou científica do benefício do uso de carvão ativado para clarear os dentes. O que se sabe é que ele é extremamente abrasivo e, com o tempo, pode prejudicar a saúde bucal de quem usa”, diz Correia.

Clarear, clareia. Mas faz mal. Tome cuidado com os tratamentos caseiros que surgem na internet, entre os famosos e se disseminam rapidamente por aí. Por que investir em algo que não é tão bom para a saúde dos seus dentes, se hoje em dia existem inúmeras técnicas para clarear os dentes sem correr o risco de desgastá-los? Veja mais sobre a importância do esmalte dental e a erosão ácida nos dentes.

Clareamento dental seguro

Falta de tempo não é mais desculpa para não realizar o tratamento completo de clareamento dental nos consultórios. Hoje em dia, é possível mesclar o procedimento, fazendo uma parte em casa e outra no consultório. Ótimo para quem não dispõe de muito tempo, mas busca os resultados estéticos.

“O clareamento dental é um dos procedimentos mais buscados na Odontologia Estética, pois traz excelentes resultados e devolve a autoestima ao paciente”, comenta Correia, que realiza o procedimento de clareamento dental em sua clínica, no Batel, em Curitiba.

Após uma avaliação do profissional, ele determina qual a melhor técnica: ambulatorial – realizada em consultório, com aplicação de géis clareadores em duas ou três visitas -, a domiciliar – que consiste no uso de um molde com gel clareador -, ou ainda a técnica mesclada.

“Independentemente da técnica escolhida, é preciso que o paciente tenha responsabilidade e também faça a parte dele, realizando a higienização dos dentes e evitando alguns alimentos muito pigmentados”, diz o dentista. Dentre os alimentos a serem evitados, estão o café, chá, refrigerante, vinho tinto, açaí, molho de tomate e outros.

É possível utilizar outras técnicas, como as facetas de porcelana, para clarear os dentes. Deseja ter dentes mais brancos e bonitos, mas sem que eles percam a força? Procure um profissional capacitado e competente, agende a sua consulta na Clínica Sergio Correia.  

Informações do Autor

Dr. Sergio Correia

Formado em Odontologia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná em 1997. Professor do Curso de Resolução Cirúrgica de Dentes Inclusos ABO-PR. Especialista em Dentística Restauradora ABO-PR (Latu Sensu). Especialista em Periodontia ABO-PG (Latu Sensu). Credenciado Sistema Neoguide de Implantes. Pós Graduado em Implantes Ilapeo/PR. Membro da Sociedade Brasileira de Odontologia Estética (SBOE). Membro International Federation of Esthetics Dentistry (IFED).